segunda-feira, 5 de junho de 2017

Sobre "Quando as luzes se apagam" e "A Bela e a Fera"

Olá, minha gente!
Tudo suave?

Espero que sim!

Então... Como havia dito, não quero mais prometer estar todos os dias aqui. Esse tipo de promessa nunca foi o meu forte, e por isso mesmo, quando me der na telha, vou escrever aqui. Como tô fazendo agora, por exemplo. 

Os posts da semana passada, escrevi totalmente no celular. Hoje já estou no notebook. Mas é certeza de eu estar escrevendo no celular muito mais do quê por aqui, afinal de contas, quando surgir a inspiração, vai ser muito mais fácil estar com o celular em mãos do quê o note.

Hoje vim falar de dois filmes pra vocês. 
Experiências distintas que tive e que gostaria de poder compartilhar com você em forma de dicas.

Vi hoje #QuandoAsLuzesSeApagam, terror de primeira linha, e que está disponível na HBO GO caso você o tenha. Estreou ontem.

E um mês e pouquinho atrás, vi com meus amigos, no cinema, #ABelaEAFera. Desse falarei daqui a pouquinho, pois além do trailer dele, será o que vai trazer o clipe para o post de hoje.

Mas então.

Falando de "Quando as luzes se apagam", o quê mais pensei quando vi o trailer dele no canal foi "Uau! Esse parece que vai valer a pena!" - Havia tempos que não via um filme tão bom de terror quanto este!

O último dessa linha que havia me chamado a atenção havia sido #AtividadeParanormal, mas o primeiro. O resto, pra mim, foi pura e simplesmente caça-níqueis.


O grande trunfo dessa produção da qual estou falando, foi ter utilizado um dos medos naturais mais antigos da humanidade: a escuridão. Há uma cena no filme, que me transportou para a minha infância. Trata-se da cena onde a Diana (a fantasma do filme) puxa o menino para debaixo da cama dele. Lembro que fiquei muito tempo sem poder olhar para debaixo da minha cama depois de ver #PoltergeistOFenômeno. Se você viu o filme, já sabe o por quê! 


O terror é terror mesmo, e usam também o lado psicológico da coisa. Ao contrário de "Atividade paranormal", que buscava não entregar o ser para os espectadores logo de cara, em "Quando..." o negócio aparece quase sempre. Mas de uma maneira sensacional.


Assista o trailer, e quando puder, veja o filme. Se você curte um bom terror, como eu, acho que gostará bastante!



Bem, agora que falamos de um terror, hora de falar de um clássico da Disney!

"A Bela e a Fera" foi o primeiro filme que vi ser aplaudido no cinema, quando do seu término.
Obviamente aplaudi junto, pois a minha princesa Emma Watson ficou linda de Bela!

Ela recusou o convite para protagonizar La La Land para ser o par romântico da Fera. E acredito que acertou. Acho que todos ganhamos com isso, pois a escolhida para ficar em seu lugar em La La Land, a outra Emma (Stone, no caso), deu muito bem conta do recado, e pudemos ter a Hermione no clássico do Walt!

Como a internet é terra do MIMIMI, não poderia deixar de ter o desprazer de ler coisas do tipo "nossa... Mas é exatamente como no desenho... Não mudaram nada... Que chato...".

Queria que ela fizesse o quê, meu querido? Que montasse num dragão e guerreasse dessa maneira? Isso não seria "A Bela e a Fera". 

Pra mim, quanto mais a Disney for fiel nos live actions de seus desenhos, melhor.
Aconteceu o mesmo em #Cinderela! O filme, é o desenho! Para quem é fã desse estúdio, nada melhor do quê ver a estória do desenho interpretada por gente de carne e osso, ainda mais quando aquela atriz que você ama interpreta um papel tão importante!

Já estréia no #NOW nesse mês de Junho, e se você preferiu ver outra coisa no cinema, quando ele tava passando, fica a dica para ver dessa vez. Aos fãs, como eu, o repeteco também é garantia de diversão!

Na sequência, deixo o trailer dele, seguido do clipe da trilha sonora oficial, interpretada, nessa versão, por Ariana Grande e John Legend. Ficou um espetáculo! A gente se fala!


Postar um comentário